MEGA FLASH WEB RADIO

RADIO MEGA FLASH

Translate

11 outubro 2010

DJ GREGÃO,MAIS UM DJ SE FOI!


APOS A MORTE DE SEU IRMÃO TAMBEM ICONE DA DANCE MUSIC DJ GREGUINHO TER MORRIDO EM JUNHO DE 2010 DJ GREGO POPULARMENTE CHAMADO DE GREGÃO NOS DEIXOU TAMBEM NESTE ANO..
DJ GREGão (*1957 + 2010)
Todos os DJs da cena custam a acreditar... Mas, no final da tarde desta quinta-feira (16.set) um dos maiores nomes da história dos toca-discos do Brasil faleceu...
Ipocratis Bourniellis, aos 54 anos, o grande DJ GREGÃO, um autêntico ícone da cena Dance faleceu em sua casa, de causa ainda desconhecida.
Mais uma vez, em apenas três meses, a Dance Music, as cabines de som, as dancefloors, os programas de Rádio, a vibe, o groove, a pulsação que embala os amantes da música eletrônica estão de luto.
Estamos de luto.
Grego é um daqueles profissionais que acostumamos a chamar de "dinossauro das pick-ups". Além do extenso e eclético conhecimento musical, DEEJAY GREGO é a representação do desbravamento trilhado por jovens que, ainda nos anos 70, acreditavam na força da música que embala as pistas de dança.
No ano de 2001, Gregão recebeu durante a premiação do DJ SOUND AWARDS 2001, o prêmio especial pelo trabalho realizado pela cena Dance em quase 3 décadas de carreira.
(texto extraído da DJ Sound)
Pois é, mans ! Mais um grande DJ nos deixou. Primeiro o grande Ricardo Guedes, agora o grande Gregão.
Que o trabalho destas duas lendas sirvam de influência para os novatos e para os que já estão na estrada há algum tempo.

04 setembro 2010

DJ DOM LULA


Carlos Townsend, Giancarlo Secci, Bernard Castejá e Dom Lula (fev/2008)

Esta notícia pega mais uma vez a comunidade amante da Dance Music de surpresa... Na manhã deste domingo, 08.ago, faleceu aos 58 anos o DJ Dom Lula. Luiz Carlos Freitas de Souza, ou “Dom Lula” como é conhecido entre os DJs, sofreu um AVC e faleceu em seu apartamento em São Paulo.
Carioca de Copacabana com know how de 34 anos na noite, inaugurou as melhores casas noturnas do eixo Rio/São Paulo com passagem por Nova York e Grécia.

Em 1976 tocou na boate “NEW JIRAU” no Rio de Janeiro. Ainda neste mesmo ano fez a reinauguração de uma outra badalada boate. A “LE BATEAU”.
Dois anos depois tocou na primeira discoteca do Brasil, a “NEW YORK CITY” num momento em que a Disco Music fervilhava nas principais capitais de todo planeta. Neste mesmo ano ganhou o “DISCO DE OURO” como “O MELHOR DIVULGADOR DA MÚSICAINTERNACIONAL NO BRASIL” entregue aos 12 melhores DJs pela WARNER BROTHERS.

Em 1979 teve uma grande surpresa. Ganhou novamente o mesmo prêmio, só que desta vez entregue pela gravadora Polygram. Devido a sua competência e a estes dois prêmios consecutivos foi convidado para ir à Nova York e fazer a inauguração da boate ”IPANEMA”, dando uma canja de três noites na inesquecível DISCO “STUDIO 54” também em Nova York.

Com saudades do público brasileiro, em 1981 voltou para o Brasil, mais precisamente para a cidade de São Paulo, onde fez a inauguração do “REGINE´S”, ficando lá durante um ano.

Em 1982, foi para a Grécia a convite de um brasileiro e inaugurou a disco “MAHATHAN CLUB” onde permaneceu como DJ residente durante um ano. Em 1983, voltou para São Paulo e inaugurou a discoteca “DANCING” se tornando residente 2 anos depois da “TAMATETE “. Em 1988 foi convidado para tocar na maior casa noturna da América Latina, uma das que mais agitaram a noite paulistana na época: a “UP & DOWN” com capacidade para 2000 pessoas.
No ano de 1989, os mesmos donos da “UP & DOWN” convidaram “DOM LULA” para inaugurar a “HIPPODROMUS”, outra casa que causou furor nas noites de Sampa.
Em 1990, foi novamente convidado pelo mesmo grupo para inaugurar o “KREMLIN”. Uma casa voltada para um público elitizado, na faixa etária de 25 a 45 anos. Público este que “DOM LULA” cativou com todo a sua experiência e conhecimento em FLASH BACK. Ficou no Kremlin por 12 anos consecutivos até 2002. Em Agosto do ano de 2003 foi convidado para fazer as noites de FLASH BACK.
Em 19 de novembro de 2003 fez a reinauguração da famosa casa LIMELIGHT e fazia parceria com a rádio ANTENA 1 nas noites de Flash Back intituladas GOLDEN NIGHTS. Lá permaneceu como DJ residente até setembro de 2005. Manteve residência na BOOGIE DISCO, em SP nos últimos anos, e mais recentemente tocava no Café Photo no bairro do Itaim também em São Paulo.
Exímio DJ, matinha a técnica de mixagens bem elaboradas, longas, concebida desde o início da carreira nos áureos tempos da Disco Music. Se especializou nas festas do gênero Flash Back e era, claro, muito respeitado entre os DJs por sua história e dedicação pela música nas pistas de dança.
Dom Lula, as pistas vão sentir a sua

21 junho 2010

DJ RICARDO GUEDES-FALECEU EM SP-15/06/2010


15/06/2010-14h27
Ícone do cenário eletrônico, DJ Ricardo Guedes morre em São Paulo
FABIO RODRIGUES-FOLHA ON LINE
Um dos principais responsáveis pela divulgação da música eletrônica no Brasil, o radialista e DJ Ricardo Guedes morreu nesta segunda-feira (14) aos 46 anos. Ele teria sofrido um mal súbito por volta das 22h30 de ontem no apartamento onde morava, no bairro Anália Franco (região leste de São Paulo).
Ricardo Guedes morreu em seu apartamento após sofrer um mal súbito na noite de segunda-feira
"A mulher dele saiu para comprar uma aspirina e quando voltou viu que ele estava desfalecido no chão", conta o amigo e também radialista Beto Keller, que trabalhava com Guedes na rádio Energia 97 (SP).
"Dentro da minha carreira sempre caminhamos lado a lado. Na minha opinião, era o melhor DJ do Brasil. O trabalho que ele executava, eu creio que nenhum outro DJ tenha executado", ressalta o locutor.
Companheiro de Guedes na emissora, o também locutor Rodrigo Bologna estava no ar quando recebeu o telefonema do Sombra, coordenador artístico da rádio, comunicando a morte do DJ.
"Em dez anos de rádio foi a primeira vez que eu tive esta experiência triste de comunicar um falecimento no ar. Fiz diversos programas com ele, foi uma grande pessoa. É uma perda irreparável para o cenário da música eletrônica", diz o radialista.
Atualmente Ricardo Guedes era responsável pela produção e mixagens do programa "Volume 97", da Energia 97. Nos anos 90, Guedes foi DJ residente da extintas casas noturnas Contra-Mão e Toco, ambas na região leste de São Paulo, e também da Twist's, em São Caetano do Sul.
Presença marcante nas principais festas de revival do Brasil, Ricardo Guedes foi eleito melhor DJ pela revista "DJ Sound" por três vezes e uma vez como DJ revelação. Em sua carreira musical, remixou canções de Madonna e Simply Red. Entre os artistas nacionais estão Guilherme Arantes, RPM e Léo Jaime.

VEJA ABAIXO DOCUMENTARIO FEITO PELO DJ ALEX HUNT-SOBRE RICARDO GUEDES..

DJ RICARDO GUEDES-DOCUMENTARIO DESTE QUE FOI UM GRANDE DJ..